O desafio de ser Autossuficiênte em Ultramaratonas

13.11.2018

Quando se fala de ultramaratona de montanha vem na cabeça:

Como comem, como vivem, como treinam, tipo globo repórter....rs

 

Mas falando sério, quando fiz minha primeira ultra de 50km corri com reservatório de água, kit de primeiro socorros e 4 pacotinhos de gel. Foi bom porque a prova foi bem estruturada.

 

Mas as distancias foram aumentando, os percursos, ficando mais difíceis...

 

E quanto mais técnica a prova, mais difícil fica para a estrutura da prova chegar nos lugares, por conta da altimetria, e tem trechos que veículos não entram.

 

E depois de algumas ultras aprendi a ser autossuficiente na marra!!

 

Autossuficiência: refere-se ao estado de não necessitar de qualquer ajuda, apoio ou interação dos outros, um tipo de autonomia. Quando você se propõe a fazer provas em meio a natureza em um ambiente que você não controla, o desfecho da sua prova depende quase sempre de você.

 

Este fim de semana fiz a KTR 80km de Ilhabela, um circuito de ultratrail muito bom aqui do Brasil, prova difícil, muito técnica e mais difícil ainda pois choveu a semana inteira na ilha mudando todos os planos da prova.

 

A única coisa que não mudou foi que a prova seria de autossuficiência, estava escrito no regulamento e no briefing da prova, o que na minha opinião e´ o ideal para longas distancias.

 

Então vamos lá: Além do treino de corrida e fortalecimento muscular pode colocar na planilha estratégias para aprender a ser autossuficiente, como?

 

Use os treinos longos, para adaptação da mochila de hidratação juntamente com um plano de alimentação (itens obrigatórios nestas provas) para ir testando durante a periodização do treino.

 

A estrutura da prova vai demarcar o percurso, colocar staffs e socorro médico nos lugares pontuados no briefing (lugares possíveis de se chegar ok?) já corri na serra fina 80km La Mission um dos picos mais altos do Brasil, tive ruptura parcial de ligamento no km30 porque enrosquei o pé em uma raiz,o socorro so chegaria no dia seguinte, peguei esparadrapo no kit de primeiro socorros  fiz uma bota e prossegui, com ajuda de dois amigos.

 

Tinha minha alimentação, e a hidratação era reposta com pontos naturais da montanha, temos ainda que contar com as adversidades da natureza ,chuva, frio, calor extremo quanto mais sobe mais gelado fica, mais chances de correr em terreno enlameado e escorregadio também.

 

O que uma prova séria deve exigir na minha opinião: provas de 50km nos mesmos moldes (de autossuficiência) completadas para correr 80km, e logico se você se inscreveu em 80km sabe a responsabilidade de se treinar para isso! Mesmo assim recomendo, mesmo sendo uma prova de 50km já vai aprendendo ta! Quanto mais treinado para 50km mais fácil encaixar 30km a mais no seu treino.

 

Já participei de provas que prometiam estrutura X e na hora não tinha nada, fiquei revoltada, mas quando você entra com autonomia nestas provas consegue driblar estes inconvenientes.

 

Ai vem aquela frase: "Mas é Brasil..."

 

Tenho no meu currículo umas 6 provas internacionais, e na minha opinião, o que nos difere dos outros países é a experiência em organizar provas de endurance, são lugares diferentes, cultura diferente, enquanto que aqui no Brasil a ultramaratona de montanha deu um bum absurdo a alguns anos, em países de regiões montanhosas, ultramaratona é uma modalidade muito conhecida e praticada pelas pessoas a muito mais tempo.

 

Eles contam com a experiência, tem um ambiente que favorece muito a modalidade, os atletas tanto profissionais como amadores treinam e aprendem a correr em situações adversas e assim aprendem a ser autossuficientes.

Tive uma experiência na ultra fiord em 2016 que lembrou muito o Brasil que todo mundo reclama, fui para distância de 70km,o tempo mudou drasticamente, a patagônia chilena é um lugar magnifico mas igualmente perigoso!!!

 

O tempo virou e ficou impossível chegar nas geleiras, a prova contou 62kms, foi avisado no briefing que teria postos de alimentação e resgate na alta montanha. Largamos com menos 5 chovendo e nevando, e para nossa surpresa só houve um posto de alimentação, chegando na alta montanha a neve aumentou o frio também e muita chuva, quando chegamos no topo só havia uma barraca com algumas pessoas e a contagem do chip para detectar os atletas não funcionava, a neve estava quase nos joelhos, articulações congelando e o socorro não conseguia chegar... foram mais 30km de charco(região onde tem muito barroe humidade)passamos por rios que congelavam os pés, eu acredito que só quem conseguiu concluir esta foram pessoas que aprenderam a ter autonomia em provas.

 

Duas mulheres entraram em hipotermia, sendo resgatadas depois e houve um óbito na prova.

 

Pois é, e não foi no Brasil, foi traumático mas serviu de grande aprendizado, outra prova cobiçada por muitos é o UTMB, uma prova super tradicional na Europa ,estrutura impar a meca das ultramaratonas de montanha!!!

 

Mas para participar desta prova, mesmo tendo uma estrutura incrível você ainda tem que ser autossuficiente, existe o sorteio, e mesmo que você seja sorteado tem que alcançar pontuação em outras provas para participar, a ultra fiord é uma prova que te da esta pontuação desde que você conclua a prova, entende isso?? Vamos te dar todo o suporte, mas você ainda tem que provar que sabe se virar sozinho...

 

Meu conselho: quer participar de ultramaratonas na montanha??aprenda a ser autossuficiente isso vai te poupar de muitas frustrações, só espere da organização um percurso bem demarcado e sinalizado o resto é por sua conta.

 

Quanto a valores, sim são altos corremos em áreas preservadas pelo IBAMA, terrenos particulares, contamos com socorro médico (ambulância) staffs espalhados pelo percurso, a organização abre algumas trilhas, porque devemos carregar reservatório de agua? Porque não é permitido utilizar descartáveis em alguns pontos, pois pode sujar as trilhas (e dá uma multa pesada por isso) toda essa estrutura custa dinheiro e infelizmente no nosso pais tudo é super inflacionado!!

 

E dentro de tudo isto ainda pode acontecer falhas, lembre-se que você está correndo em meio a natureza e nela ninguém manda ,cabe a nós entender estas adversidades, respeitar e preservar as belezas que a natureza nos oferece !!!

 

Bons treinos!!!

 

Vera Saporito - @vesaporito

Please reload

Posts Recentes

Please reload

Siga

  • YouTube Long Shadow
  • Facebook Long Shadow
  • Instagram Social Icon